Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Comida di Buteco 2013 - Köbes

O evento
 
O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog voltou a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.
 
O prato
 
O Köbes é um boteco de personalidade, e não foram uma ou duas vezes que a sua cozinha nos surpreendeu nas criações para o evento. Para a edição de 2013 não fugiu da característica que lhe fez a fama, e voltou a inovar com o Frente e Verso (queijocas cervejeiros, rolinhos de linguiça artesanal com queijo e molho da Wowa). As queijocas, mesmo não sendo o melhor dos acompanhamentos àquela cerveja gelada, nos remetem aos biscoitos fritos de polvilho, conhecidos também por biscoito de goma em algumas regiões do estado. Porém são mais do que isso, dado que o recheio de malte lhe confere uma originalidade ímpar, além de contribuir no sabor e na textura. Os rolinhos de linguiça, preparados à base da já conhecida linguiça produzida na própria casa, são uma verdadeira perdição. Tanto que poderiam existir em maior quantidade no prato, que privilegia o primeiro item.
 
 
Para acompanhar, a casa oferece a linha premium da AMBEV (Original a R$ 6,80) ante os rótulos clássicos, mas aqui ressalvo que essa opção não foi motivada pelo concurso, dado que habitualmente já privilegiam rótulos artesanais e importados. Quanto ao atendimento, este não desapontou, da mesma forma que a temperatura dos cascos, geladinhos em cada uma das oportunidades que visitei o bar. A excelente carta de cachaças, bem como as aulas do pesquisador de sabores Afonso, são outros aspectos que merecem o nosso destaque.
 
Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário