Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

terça-feira, 28 de maio de 2013

Comida di Buteco 2013 - Bar do Júnior

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, depois de seis anos estipulando ingredientes, desfaz essa prática para a edição de 2014, conforme anunciado no momento da premiação. Ao longo de um mês de evento, que aconteceu de 12 de abril a 12 de maio, este blog percorreu a grande maioria dos bares participantes. Nas postagens referentes a este momento, quando os botecos se encontram fora da sua dinâmica habitual, procuramos dar maior enfoque nos pratos.

O prato

Depois de única participação em 2006, quando levou ao evento o seu afamado pernil assado, o Bar do Júnior volta a integrar o Comida di Buteco em 2013. Situado dentro do único Mercado Distrital que restou aos belo-horizontinos, no caso o do Cruzeiro, o Bar dispõe algumas banquetas à freguesia, no melhor estilo puleiro, e em condições normais só distribui mesas nos finais de semana. Assim, durante o evento teve de se desdobrar para receber a considerável clientela sazonal, e durante a nossa visita não foi diferente. Aguardamos não menos do que 10 minutos pela montagem da mesa e recebimento da primeira cerveja, e ao longo da estada o atendimento permaneceu mostrando dificuldade para a reposição dos cascos de Original (R$ 7,00) ou Brahma (R$ 6,00). O banheiro que deve ser utilizado é o do Mercado, que diferentemente do estacionamento, é gratuito para a clientela.


Avaliando o prato Mandiocada na costela do leitão (linguiça artesanal de costela de leitão, acompanhada de molho com maionese e mandioca cozida), trata-se de um petisco verdadeiramente de boteco. Conversando com o Júnior, ele explicou que a linguiça é de concepção própria, mas na prática ela se mostrou um pouco mais gordurosa do que o esperado. A mandioca na manteiga, ligeiramente ressecada, foi servida em fartura, e o molho à parte é composto por maionese batida no liquidificador com cheiro verde.

Encerramos hoje a nossa cobertura do Comida di Buteco 2013, e na próxima semana retornaremos com as resenhas sobre bares novos e tradicionais. O endereço e o horário de funcionamento deste boteco podem ser encontrados aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário