Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Comida di Buteco 2013 - Bar da Lora

O evento
 
O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog voltou a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.
 
O prato
 
O Bar da Lora é o representante único do concurso no Mercado Central, que é um dos principais pontos turísticos de BH. Participando do festival desde 2009, o boteco chegou a faturar o primeiríssimo lugar em 2010, e ao longo das quatro participações, esteve sempre bem colocado.
 
Para 2013 ingressou no evento com o “Versões da Lora”, composto de molho, mandioca, linguiça, angú, carne de panela e conserva de jiló (R$ 22,90). O molho é um agridoce à base de linguiça moída, e casou bem com a linguiça na chapa, que é de boa qualidade. Já com o angu essa harmonização não ficou tão interessante, pois este recebe bastante cheiro verde em seu preparo. A mandioca é razoável, e as conservas de jiló e de rabanete agregam mais na textura do que no sabor. A carne de panela, por fim, é um saboroso músculo cozido.
 
 
Falando dos demais quesitos, há que se destacar antes de tudo o seu típico ambiente de bar de Mercado, onde cada metro quadrado abriga até quatro pessoas, todas de pé e dividindo as mesinhas altas com os demais clientes. A cerveja era razoável na temperatura, e estupidamente barata no preço, que é de R$ 5,00 (Brahma). O banheiro do Mercado, pelo qual se paga R$ 0,50 em cada acesso, fica um pouco distante do bar, o que me faz recomendar que cada visita seja programada. O atendimento, por fim, costuma ser amigável, e nem por isso se cobra da freguesia os 10% do garçom.
 
Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário