Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Comida di Buteco 2013 - Estabelecimento Bar

O evento
 
O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.
 
O prato
 
O Estabelecimento, que funciona em um quintal de uma casa no bairro Serra, é hoje um dos mais conhecidos botequins da cidade. Para a edição de 2013 do Comida di Buteco, o bar inscreveu o Linguinhoca de Panela, que é um mix de linguiças cozidas em vinho, cebola, polpa de tomate e pimenta, servida com mandioca cozida e refogada em manteiga de garrafa, maionese, açafrão e ervas finas. O petisco, que chama a atenção pelo farto tamanho, apresenta três tipos de linguiça, conforme informado pela garçonete. A primeira dela seria suína com acréscimo de bacon, outra suína com queijo, e a última de frango. Na primeira, o prometido acréscimo de bacon não foi notado, e o sabor não agradou. A segunda se mostrou razoável, apesar de também não termos percebido o queijo, e a de frango, por sua vez, se mostrou a menos interessante das três. A apresentação do petisco, que era item de avaliação até o ano passado, talvez tenha sido o maior ponto negativo. E a mandioca, por fim, era razoável. Sobre ela foi acrescido boa quantidade de pimenta rosa, que também está longe de ser uma unanimidade.
 
 
 O atendimento, no dia da visita, esteve abaixo do esperado. A garçonete insistiu em uma mesa muita próxima à outra, o que causou um nítido desconforto aos vizinhos, e ao final forçou a barra para a tal da sobremesa Nestlé. A cerveja Original, por outro lado, estava geladinha (R$ 7,00), por mais que o bar seja mais um adepto da restrição aos rótulos clássicos, como Brahma e a Skol.
 
Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

2 comentários:

  1. Não aguento essa mania (ou obssessão) do Estabelecimento, em colocar pimenta rosa em quase todos os seus pratos, péssimo!

    ResponderExcluir
  2. Se ao menos o garfo fosse disponibilizado, estas poderiam ser mais facilmente "arrastadas" por quem não as aprecia.

    ResponderExcluir