Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Carlão Rei do Churrasco

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

No Carlão Rei do Churrasco, que participa pela terceira vez, o prato que concorre é o Lua de mel (Mandioca frita coberta com creme de requeijão, linguiça assada na brasa, ovos de codorna, cebola em flor e molho especial). A linguiça, suína, é de boa qualidade e, embora não descrito, recebe recheio de azeitonas.

A mandioca frita também não desaponta, a não ser pela fraca cobertura de creme de requeijão. A cebola, cozida, não arde e contribui. Já dos ovos de codorna e dos tomatinhos foi esperado, certamente, que ajudassem na decoração. O molho de maionese com tomate, por fim, mostrou-se dispensável.

No geral é um prato bom e farto, que atende a não menos do que três pessoas, mas que derrapou na temperatura dos dois componentes principais, apenas mornos.

Falando dos itens secundários, o atendimento se mostrou bom, inclusive providenciando cervejas mais geladas quando reclamamos da sua temperatura. Não vende rótulos clássicos como Brahma e Skol durante o festival, e cada garrafa parte de R$ 6,80 (Original).

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

2 comentários:

  1. Bom restaurante, acho que não pode ser chamado de bar pelo ambiente.
    O prato é gostoso, não a ponto de concorrer ao título, mas é bom!
    Derrapou na temperatura da cerveja no início, no fim se redimiu.

    No geral, eu recomendo!

    Valeu meu fiiilho!

    ResponderExcluir
  2. Pois é, a impressão que se tem é de um restaurante mesmo, não vou negar que quando ingressou no evento me causou estranheza.

    Quanto às demais observações, assino embaixo!

    Abração, meu filho!!

    ResponderExcluir