Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Bar do Doca

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato

O Bar do Doca tem várias participações no Comida di Buteco, e é o único boteco que já recebeu o público em três diferentes endereços. O primeiro foi o da Av. Silva Lobo, o qual posteriormente cedeu lugar à filial do Gutierrez, que por sua vez fechou as portas em dezembro para a inauguração da unidade atual. Inaugurada em março deste ano, ocupa uma grande casa na esquina da Rua Cuiabá com a Rua Aristóteles Caldeira.  O ambiente se mostrou muito interessante, com vários ambientes e ótimos banheiros, e o tradicional boteco merecerá uma resenha específica sobre o novo ponto, em breve.


Falando sobre a “Costela Exibida e suas empadocas” (costela de boi com empada de mandioca recheada com lingüiça), é um prato que de início já chama a atenção, pela fartura. A costela bovina é assada em papel alumínio, conforme mostrado pela Chef Denise, indo ao bafo posteriormente. Este processo assegurou que a carne se desmanchasse na boca, mas não garantiu que o tempero se distribuísse de forma homogênea. As criativas empadas de mandioca recheadas com linguiça, por sua vez, se mostraram menos saborosas do que o esperado. Vale ressaltar, para quem ainda não viu mais do que a foto oficial, que se trata de uma empada aberta, já que na prática o quitute não recebe a “tampa”.

Para acompanhar o prato, cervejas premium apenas (Original a R$ 6,50), já que as clássicas como Antarctica ou Skol foram retiradas dos congeladores. Por fim o atendimento, que manteve parte da equipe do antigo endereço, se mostrou esforçado.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário