Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Comida di Buteco 2013 - Agosto Butiquim

O evento

O Comida di Buteco é um concurso que teve início no ano 2000, e está em sua 14ª edição. Ao longo do tempo cresceu, angariou patrocinadores e se capitalizou. Espalhou-se por todo o Brasil e, há seis anos, obriga os bares a criarem pratos com ingredientes pré-determinados. Entre muitos sabores e alguns dissabores, este blog volta a percorrer os bares participantes, procurando visita-los em dias e horários alternativos para fugir das filas. Nas postagens referentes a este momento daremos maior enfoque nos pratos, até pelos bares se encontrarem fora da sua dinâmica habitual.

O prato
 
O Agosto Butiquim é um bar que beira a excelência, em todos os seus aspectos, e até por isso costuma receber ótimas colocações no Comida di Buteco, bem como premiações pela crítica especializada. Durante a edição de 2013, por incrível que pareça, não foi possível notar tão claramente este traço do bar. O atendimento, impaciente, e a temperatura da cerveja (Original a R$ 7,00, sem os rótulos clássicos), apenas fria, sucederam a fila de espera confusa, que não levava informação aos que aguardavam. Um mau dia, certamente, considerando a história e a qualidade deste renomado bar.

Avaliando o prato “Parada 298 - O melhor pão com linguiça da cidade” (dueto de linguiças com maxixe, mini pão e dedos de mandioca frita, acompanhados por trio de molhos), é certo que a sua inspiração se deu a partir dos inúmeros pães com linguiça presentes nas rodovias de Minas. Buscaram, acredito, fazer algo mais delicado, utilizando-se de deliciosa linguiça suína fininha, esta com o diferencial de ser acompanhada por maxixe. Os pães variam entre mini pães de sal e mini ciabattas, e o molhos, roti e vinagrete, agregam. O de maionese, por sua vez, é dispensável. A mandioca frita, servida em saquinho como nos lanches de beira de estrada, pecou por estar encharcada.


 Tendo dito sobre cada item do prato, e procurando fazer um balanço final, entendo que o maior problema do prato tenha sido justamente o que deveria ser o maior trunfo. Pão com linguiça não pode ser requintado e delicado. É comida de glutão, para se encher a boca, e deve ser substancioso. Ainda que o petisco não credencie o Agosto ao caneco, o bar não sofre risco de descenso.

Outras informações sobre o bar, como endereço e horário de funcionamento, podem ser encontradas aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário