Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Churrasquinho São Nunca - 11/07/2012

Estive, a convite de um amigo, no Churrasquinho São Nunca, que fica no número 1688 da Rua Platina, no Calafate. Seguindo a fórmula já conhecida, em que as fichas previamente adquiridas são trocadas por cervejas long neck e espetinhos, este bar não deixa de apresentar as suas peculiaridades. A principal delas é a música, ao vivo ou eletrônica, que é ofertada à clientela. Nos dias em que não há apresentações, os telões exibem clipes de sertanejo universitário e arrocha, e nos demais há shows de bandas de pagode e duplas sertanejas. Tudo contribuindo para um clima de azaração, que em meio à nossa provinciana capital, não se sabe até onde perdurará.
O segundo diferencial é a oferta de churrasquinhos não encontrados nos concorrentes da região, tais como os medalhões de kafta e de queijo, além do espetinho de frango com alho. Em meio à proliferação de botequins desse segmento, acho interessante que busquem a sua própria identidade. Ainda no que se refere aos petiscos, a única ressalva fica por conta da fraca estrutura da churrasqueira, o que torna necessário aguardar pelo preparo de cada espeto. 
A terceira e última vantagem do São Nunca é o ambiente da casa, que dispõe de uma área coberta e outra descoberta, muito interessante para os dias quentes. Entretanto cabe aqui mais um porém, no caso referente à exaustão da fumaça, que por ali é pouco eficiente. Isso acaba por enfumaçar até mesmo a porção ao ar livre, deixando a todos com aquele cheirinho característico. Assim, recomendo ao leitor que não permaneça, em hipótese alguma, na parte coberta do bar.
Falando das bebidas, estas nem sempre estão geladas, aspecto que acaba por se tornar o maior pecado do São Nunca. Servidas em long necks de 350 ml ou mesmo nos novos recipientes de 300 ml, dependendo da sorte do cliente, não ache estranho se em um dado momento da noite elas se transformarem em latas de Budweiser. É que, como os clientes são muitos e os congeladores são poucos, há que se recorrer ao improviso para saciar a sede da freguesia.
Se for ao banheiro, que também me parece improvisado, programe-se com alguma antecedência, já que as filas são comuns sobretudo no toalete feminino. Na compra das fichas, tanto o cartão de crédito quanto o de débito são aceitos, e na hora de embora muito cuidado, já que a segurança nos arredores daquela praça do Calafate não tem sido das melhores.


Notas:

Ambiente: 3
Bebida: 1
Comida (peso 2): 3
Público: 3
Serviço: 3
Custo-benefício: 3

Média final: 2,5 estrelas


Churrasquinho São Nunca
Rua Platina, 1688 - Calafate
Tel: Não encontrado
.

2 comentários:

  1. O Churrasquinhos São Nunca realmente foi uma grata surpresa, no entanto o improviso é a tônica do local, carece de mais cuidado e planejamento para se firmar no cenário "dos espetos".
    Abraço meu velho!

    ResponderExcluir
  2. Grande Gê!

    Exatamente, meu caro, e para que se consolidem devem promover estes ajustes o quanto antes, não é mesmo? Como o lugar onde o bar funciona é dos mais agradáveis, torçamos para que consigam dar a atenção que os demais quesitos exigem.

    Obrigado pela visita, amigo, e um abraço!

    ResponderExcluir