Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Chico & Alaíde - 14/11/2011



O Bar Chico & Alaíde foi inaugurado no Leblon há pouco mais de dois anos, e em curto tempo se transformou num dos referenciais de cozinha da cidade maravilhosa. Situado na esquina da Dias Ferreira com Bartolomeu Mitre, o seu ambiente nos remete a um botequim português com décadas de história, como se o bar já tivesse nascido maduro.



Achegando, pudemos ver que o seu atendimento não brinca em serviço, tendo rapidamente levado à mesa uma rodada do chopp Brahma Black, cuja caldereta custa R$ 6,50. Interessantíssimo, seja pelo sabor diferenciado, pelo belíssimo efeito visual no copo, ou ainda por nos ser uma novidade, já que o mesmo simplesmente inexiste em BH.



Minutos depois nos foram servidos os primeiros dos vários quitutes que experimentaríamos naquela tarde: pastel de siri e tijolinho de bacalhau, custando respectivamente R$ 4,30 e R$ 4,70 cada unidade. A partir daquele momento entendemos que o seu amplo cardápio merecia ser explorado ao máximo, e para darmos conta da maratona que se iniciava mudamos para o Chopp Brahma tradicional a partir da segunda rodada, pagando R$ 4,90 por cada tulipa de 300 ml.


A sequência de petiscos que viria teve início pelo “totivendo de jerimum com camarão e catupiry” (R$ 14,00), que é uma pequena abóbora recheada cuja apresentação é interessantíssima, seguido pelo “tovendo tudo de bacalhau” (R$ 16,50), que é um escondidinho com o peixe em fartura, além dos bolinhos da Alaíde (aipim com camarão e catupiry) e dos bolinhos de abóbora com carne seca para todos, a R$ 3,60 cada unidade.



Dá-lhe chopp Brahma tirado pelo Chico e dá-lhe “Choquinho” (camarão grande empanado com catupiry) para acompanhar, que é outra fantástica invenção da Alaíde, e pela qual se paga R$ 7,60 a unidade. Não, ainda não era suficiente, e o Chico sabia disso quando nos mandou servir meia dúzia de espetaculares bolinhos de tutu a título de cortesia, que no balcão custam R$ 3,60 cada. O porquê de eu ainda não ter encontrado algo parecido na terra do tutu é o que eu definitivamente não consigo entender.



Como aquela tarde já entrava em sua reta final e ainda não tínhamos almoçado, se é que se pode dizer isso, decidimos por encarar alguns sanduíches, tendo sido o de filé com queijo (R$ 15,00) a escolha de todos. E eis que surge o primeiro quitute indigno de nota 10 como todos os anteriores. Não que seja ruim, mas o escasso recheio em meio a um pão de sal não chegava perto do sanduíche do Cervantes. Talvez tivéssemos ficado muito exigentes nesse quesito depois de desvendar o Bar da Rua Barata Ribeiro, só isso.


Acreditem ou não, esta aventura teve um fim. E não foi sem antes da Camila, nossa amiga que nutre paixão por doces, experimentar a goiabada com queijo preparada pela Alaíde como homenagem ao seu estado natal. Mais uma bela e saborosa invenção.


Sendo assim, caros amigos, é com muito entusiasmo e saudade que recomendo fortemente o Bar Chico & Alaíde para quem estiver em terras cariocas. Este sim, muito bem representa a tradição secular de cozinha e serviços de qualidade do Rio de Janeiro. Quando voltar certamente passarei mais umas seis horas pecando em alguma de suas mesas.


Serviço:
Chico & Alaíde
Rua Dias Ferreira, 679 - Leblon - Rio de Janeiro - RJ
Tel: 21.2512-0028
.

2 comentários:

  1. Deu até água na boca. Cara, com toda sua exigência vc abriu um "porém" só em relação ao sanduba?! Esse bar deve realmente ser mto bom com tanto tira-gosto de frutos do mar.
    Fiquei curioso de saber como é esse bolinho de tutu, e mais ainda o chopp Brahma Black! hehehe

    ResponderExcluir
  2. Diga lá, Diogo!

    Esse bar merece todas as honras mesmo, cantinho especial do Rio!

    Bolinho de tutu e Brahma Black quem sabe não chegam por aqui até 2020, né... hehehe.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir