Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Diva Gourmet - 03/08/2011



Fui a este bar poucos dias após a sua inauguração, na primeira semana de agosto. No mesmo ponto funcionava antes o Carioca Beer, que não resistiu ao pouco movimento, e então cedeu lugar ao Diva, cuja proposta, a primeira vista, nos pareceu mais original que a do anterior.

De cara o garçom nos informou que não estavam aceitando qualquer tipo de cartão. Entendemos, já que a casa havia sido recém aberta, apesar de que não poderíamos prolongar nossa estada, uma vez que eu estava sem o talão de cheques e com pouco dinheiro em espécie.

Pedimos algumas bebidas, a exemplo do chope Krug Bier, que não custa mais do que R$ 4,00, e também sucos naturais. Depois de conhecermos o cardápio, escolhemos uma das variedades de carne na brasa, opção prontamente rechaçada pelo garçom, o qual alegou que a mesma não demoraria menos do que 50 minutos para ficar pronta.

Partimos então para a seção de peticos, onde encontramos uma porção de fritas em formato chips com molho a bolonhesa e queijo minas ralado, custando algo em torno de R$ 13,00. Uma descarada cópia da famosa e saborosa Fritas 3 em 1 do Silvio's Bar, mas diante das limitações da casa naquele dia, optamos por ela. Alguns minutos depois o garçom deixa em nossa mesa a porção, e para nosso absoluto espanto, a batata é industrializada. E nem ao menos são Ruffles ou Pringles, mas alguma marca inferior.

Ficamos muito desapontados e pedimos a conta tão logo a porção foi experimentada. Manifestamos ao garçom a nossa chateação, mas infelizmente ele não fez nada além de proferir um rosário de desculpas. O detalhe é que o dono (ou dona) estava presente, e portanto a cozinha não serviu o sofrível petisco sem o conhecimento deste.

Após o pagamento, rumamos diretamente para o Silvio's Bar, a fim de me reencontrar com a sua original cozinha, e já aproveitei para desabafar do ocorrido com algum dos garçons que conheço. A cotação REGULAR que atribuo ao Diva serve como um incentivo, pois apesar de tudo quero crer que os lapsos se deram em função da correria dos primeiros dias de funcionamento.

Serviço:
Diva Gourmet
Av. Vicente Risola, 725 - Santa Inês
3309-0600
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário