Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

domingo, 16 de setembro de 2012

Comida di Buteco 2012 - Cidade Nova

Estivemos em uma sexta de maio no Butiquim du Filho para conhecermos o "Bão de Queijo", prato com o qual concorre no Comida di Buteco 2012. O Bar que fora uma boa revelação em 2011, quando ainda na Feira dos Produtores, agora se situa no Hot Point, uma galeria de lojas na Cidade Nova, cuja entrada se dá pela Avenida Cristiano Machado.

Ao chegar tive a sorte de conseguir uma vaga no pequeno estacionamento da galeria, mas nem tanta quanto à espera, que beirou as duas horas. Apesar de não ter o costume de aguardar em esperas, não tenho nada contra estas, pelo contrário, penso que só refletem o sucesso do evento e de seus bares. Porém entendo que aos clientes da fila poderia ser oferecida alguma bebida, nos moldes do que vemos no Agosto Butiquim.

Depois de acomodados pedimos um balde de Brahma long neck, formato único com o qual trabalham. Mesmo submersas no gelo, as mesmas chegaram em temperatura absolutamente inadequada. Foi quando o garçom informou que somente a Bohemia estaria gelada, ou seja, outro bar que durante o concurso tenta nos empurrar goela abaixo a dita cerveja. Por considerarmos que essa atitude seja um desrespeito ao cliente, agradecemos as Bohemias e fomos de chopp Brahma, a R$ 3,90 cada tulipa de 300ml, cuja temperatura estava melhor, mas ainda assim abaixo do esperado.


Falando do prato, trata-se de um combinado de linguiça com queijo, torresmo e lombinho em cubos, acompanhados por batatas ao molho e "mousse de pimenta biquinho". Como é muita informação, vamos por partes: a linguiça com queijo é de boa qualidade, e se destacou ante as demais carnes. O torresmo é regular, já que além de ter sido cortado em pedaços muito pequenos, diferente do mostrado na foto oficial, apresentava muitos pelos. Ao "filezinho" faltou um pouco de tempero, além do que não parecia ter sido flambado. O mousse de pimenta é criativo, e ao lado dele acrescentaram um molho de ervas, que por sinal teve maior saída. Por fim (ufa...), as batatas são interessantes, sobretudo quando acrescidas do molho de cheddar. Devo dizer que a foto apresentava um molho rosé, mas as batatas estavam boas, e pecaram apenas na reduzida quantidade. Entendo que uma pesada combinação de três carnes suínas carecia das batatas em igual porção, até para dar equilíbrio. Pelos mesmos motivos o limão já deveria compor o prato.

O atendimento fora regular, eu realmente não gosto que o garçom se omita quando questionado sobre a temperatura da cerveja, afinal é dele o parecer, e não meu. A higiene também deixou a desejar, já que o banheiro da galeria não cheirava bem, e o ambiente do novo bar, encurralado entre uma pizzaria e uma choperia, não é agradável como o da sede anterior. Assim, acredito que a soma dos fatores relatados fora responsável pelo descenso do Butiquim du Filho em 2012.

Já no Família Paulista, o segundo representante da Cidade Nova no evento, estivemos em um sábado, no intuito de desvendarmos o seu “Entre tapas e queijo”. O bar estava cheio como de costume, mas com um arranjo dos donos e garçons foi possível, combinando cadeiras altas e baixas, que todos nos sentássemos juntos. Aliás, chegamos num bom momento, pois logo em seguida aterrissariam por ali duas vans e até um ônibus, todos transportando butequeiros em caravanas, clientes estes que seriam saudados um a um pelo “patriarca” Nicola.

Tomamos boas garrafas de Original, que por lá são servidas no balde sobre um suporte desenvolvido especialmente para essa função, porém ao elevado preço de R$ 6,70 cada garrafa. Já a minha esposa foi de suco natural de abacaxi, que o Paulista nunca deixa faltar em seu cardápio, e que apresentava uma boa consistência.

O atendimento se mantivera regular, talvez em função do descomedido movimento daquele dia, mas devo admitir que o garçom Átila se esforçou a contento. Pior seria o banheiro, que apesar de cheiroso como de costume, não estava limpo como nas minhas visitas anteriores. O ambiente, por sua vez, é hoje o maior destaque da casa, e permanecer algumas horas neste bar é sempre uma prazerosa tarefa.

Falando do petisco concorrente, considero que o mesmo esteja aquém dos apresentados em edições anteriores. Particularmente prefiro as porções mais substanciosas, e essa não foi a pretensão do tira-gosto elaborado no presente ano. O meu destaque vai para os interessantes biscoitos de queijo, além dos pirulitos de frango, que apesar de muito bem preparados, realmente pedem um molho onde possam ser regados.


Para o pagamento da conta a casa aceita os cartões de débito, que estarão devidamente seguros quando nas bolsas femininas, já que até para as mesmas foi pensada uma sistemática antifurto, por meio da qual a bolsa é presa à cadeira. O público feminino, que representa dois terços da clientela, fica grato pela cortesia.

2 comentários:

  1. Herzlichen Glückwunsch auf der Website.

    ResponderExcluir
  2. I'm sorry, but I don't speak your language. Could you rewrite it in english?

    Thank you for visiting us.

    ResponderExcluir