Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Cervejaria Don Joaquim - 20/01/2012



A Cervejaria Don Joaquim, que me foi apresentada pelo amigo Dedé, é uma das gratas surpresas de 2012 para este blog. Funcionando ao final do bairro Coração Eucarístico, ou “Coréu” para os íntimos, a sua portaria se estabelece na rua que dá nome à casa. Entretanto as suas vidraças de fundo, assim como o seu charmoso deck, podem ser facilmente avistados da Via Expressa, na altura da entrada para a Avenida Delta. E além disso se observa, logo ao entrar, o segundo piso interno, destinado a abrigar algumas mesas de sinuca e seus respectivos jogadores.

Talvez seja este agradável ambiente, cujas fotos do projeto constam no
site do bar, o maior diferencial do Don Joaquim perante os demais do gênero naquela região. Site este que, aliás, é o segundo dentre os endereços eletrônicos de bares que vejo exibir o cardápio completo e com preços, sinal de transparência antes visto apenas na página do Via Cristina.

Assim como em outros novos empreendimentos da cidade, por ali também a retaguarda de uma grande marca de cerveja, com esta tendo subsidiado grande parte do mobiliário e da decoração, e recebendo como contrapartida a garantia de que a sua cerveja será a mais barata do cardápio, além da exclusividade no chopp. Falo da Devassa, que é a marca criada pela cervejaria paulistana Schincariol para penetrar no Sudeste e concorrer com Brahma e Skol. Na Don Joaquim a Devessa Pilsen (ou Loura) é comercializada a R$ 4,80 cada garrafa de 600 ml, ou por R$ 4,50 em um balde com quatro garrafas de 600 ml, cujo preço total fica em R$ 18,00. Caso o cliente seja fiel à AMBEV, terá de dispensar R$ 6,40 pela garrafa de Original, já que as clássicas daquela marca, concorrentes diretas da Devassa Pilsen, inexistem no bar.

Para o chopp, que até onde sei é vendido exclusivamente na versão clara, a lógica não é diferente. Por cada tulipa da insinuante bebida da Devassa se paga R$ 3,90, valor mais aceitável do que o cobrado pelas franquias próprias da marca no Funcionários e em Lourdes, em parte explicado por aquelas funcionarem na Zona Sul. E ainda há alguns drinks, como a caipivodka, que pode ser preparada com diversas frutas e custa R$ 8,00 cada taça.

Na hora de comer pedimos pão de alho e pão de tomate seco como entrada, ambos razoáveis. Na sequência uma porção de filé com fritas, que além de farta e saborosa custa R$ 27,00, preço que julgo bem atraente ao levar em conta o corte da carne.

A partir de certa hora, já depois do anoitecer, tem início a apresentação musical no ambiente interno, que no caso das quintas-feiras é o Sertanejo Universitário. Mesmo não tendo praticamente escutado aquele som, me impressiona a animação da clientela com a música ao vivo, que além de tudo serviu de chamariz para outras pessoas, as quais acabaram por formar uma fila à porta do bar.

O único, porém considerável, pecado da noite se deu quando pedimos a conta. Cobraram-nos, como couvert artístico, R$ 5,00 por pessoa. Porém havíamos chegado bem antes da apresentação ter início, e ao longo de nossa estada permanecemos no ambiente descoberto, separado do salão principal, onde a música é executada. De forma que não escutamos os cantores, mas tão somente algum ruído, e mesmo assim 0 garçom, visivelmente despreparado para ocupar o posto, deu de ombros e sequer reportou nosso questionamento à sua Gerência.

O serviço é aspecto que vejo como essencial em qualquer bar ou restaurante, porém passível de melhoria quando não é bom logo de início. Diferentemente deste quesito, aquela cozinha que é ruim desde a inauguração fada o local ao fracasso, e este definitivamente não é o caso da Cervejaria Don Joaquim. Tendo entendido os deslizes do serviço como inerentes ao pouco tempo de funcionamento, estou certo de que retornarei em outras oportunidades a esta BOA cervejaria, já precavido de que pagarei R$ 5,00 para desfrutar do seu belo deck com alguns ruídos ao fundo.

Notas:
Ambiente: 5
Bebida: 4
Comida (peso 2): 4
Público: 4
Serviço: 1
Custo-benefício: 3
Média final: 3,5 estrelas
Cervejaria Don JoaquimRua Dom Joaquim Silvério, 991 – Coração Eucarístico
Tel: 2531-8215
.

8 comentários:

  1. Essa cervejaria eu não conhecia! Pelo que descreveu, o ambiente é muito bacana! Gostei também dos preços da Devassa, principalmente o balde com 4 cervejas! Anotado para uma visita!

    Abraços!

    Leo Koscky
    http://gourmetcitybh.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Exatamente, caríssimo Leo, o lugar é de uma agradabilidade fora do comum! E os preços de inauguração realmente não deixam a desejar.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Pedrão, temos que combinar de voltar, gostei muito, mas pode ter certeza que na proxima visita não pago o couvert artistico se continuar nas mesmas condições que foi relatado por você.
    Abcos
    Dede

    ResponderExcluir
  4. Sim Dedé, temos mesmo de combinar, também gostei bastante.

    Quem sabe não voltamos em um destes sábados ou domingos de sol?

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Perto de casa então fica melhor ainda, esse eu animo de tomar uns baldão e voltar tranquilo pra casa sem me preocupar com "uzômi" do bafômetro!!! Choperia nova e na pracinha do corel com esse calorão bendito, deve estar bombando lá e como vc disse das filas, é bom chegar com antecedência e pegar um bom lugar!

    Uai, agora tem nota aqui?! :-)
    No ritmo de carnaval já vou dizendo: "BLOG DO PEDRÃO, NOTA DEEEEZZZ!!!"

    ResponderExcluir
  6. Hahaha, obrigado pela nota em ritmo de apuração, amigo!

    Deste lugar eu estou certo que você irá gostar, o ambiente é bem agradável, e os preços idem. Na verdade dista uns três quarteirões da pracinha, e até por isso se torna mais recomendável, já que as vagas são mais facilmente encontradas.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Ê Blog bom!!! Em minha 3 pesquisa, tudo devidamente publicado por aqui.. Parabéns meu velho, cada vez melhor, e esse campo de busca nos auxilia sobremaneira. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  8. Poxa meu amigo, não sabe o quanto é bom ler os seus dizeres. Fico satisfeito ao ver que a resenha permanece contribuindo, mesmo tendo sido escrita há mais de um ano.

    Obrigado por mais este retorno, e um abração!

    ResponderExcluir