Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

sábado, 28 de julho de 2012

Boi & Birra - 22/06/2012

Com vistas a escrever resenhas cada dia mais justas e fidedignas, tenho buscado, sempre que possível, comparecer em cada um dos bares no mínimo duas vezes. E foi o que aconteceu no caso do Boi & Birra, onde realizei quatro visitas recentes.
Inaugurado há cerca de um ano, o novo bar do Gutierrez fica bem próximo à praça do bairro, e ocupa loja única de uma galeria na Rua Marquês de Valença. Como nenhum de seus pares funciona em período noturno, o Boi & Birra aproveita o considerável recuo de passeio existente por ali, onde distribui mesas que atendem a não menos do que 100 clientes.

Para o entretenimento destes, o bar disponibiliza duas LCD’s, que ficam estrategicamente posicionadas, podendo ser vistas de qualquer canto do bar. Logo, se é silêncio que o leitor procura, este boteco não será o mais apropriado. Por outro lado, a casa se torna uma boa opção quando se deseja assistir esportes em geral, destacando-se os jogos de Atlético e Cruzeiro, e também as lutas da emergente paixão nacional, o MMA.
Dentre as cervejas, o Boi & Birra trabalha exclusivamente com os rótulos premium da AMBEV, que patrocina a estrutura do bar, tendo fornecido de mesas a congeladores, passando por copos e letreiro luminoso. Os preços partem dos R$ 5,50 da Original, Bohemia e Brahma Extra, passando pelos R$ 5,90 de Serramalte e Budweiser, e chegando aos R$ 10,00 da Bohemia Confraria. Geralmente são servidas em boa temperatura, que por sua vez não perdura, haja vista a inexistência de “cervejelas” ou baldes com gelo. Oferece ainda um ou outro drink, além de refrigerantes e sucos em lata.
Falando da cozinha, esta funciona em um recinto de aproximadamente dois metros quadrados, que por sua vez ocupa quase a metade da loja. Daí a noção do espaço onde devem se virar um churrasqueiro e uma auxiliar de cozinha, o primeiro assando carnes já espetadas de antemão, e a segunda preparando os acompanhamentos e as frituras. Não há fogão ou fogareiro, mas tão somente uma churrasqueira, um microondas e duas fritadeiras.
O cardápio, que à primeira vista parece trivial, passa a ser considerado uma façanha depois de conhecida a minimalista estrutura do bar. Lista espetinhos de 200 gramas, cujos preços variam de R$ 8,00 (frango) a R$ 16,00 (picanha premium), todos acompanhados de vinagrete com farofa, ou algum dos cinco ou seis molhos sugeridos, como o barbacue e o madeira, dentre outros. Experimentei o último corte, que assim como o fraco molho chimichurri, não convenceu. Bem melhor foi a entrada de pão de alho, ao preço de R$ 6,00 com 4 mini unidades.
Além dos assados na brasa, também algumas frituras, seção essa batizada como petiscos. Uma boa linguicinha aperitivo (R$ 13,00), acompanhada por molho de mostada, ou as razoáveis fritas, pequenas no preço (R$10,00) e no tamanho. Há ainda quatro ou cinco combinados, que ao preço médio de 45,00, mesclam quatro ou mais variedades de carnes e acompanhamentos, e têm por pretensão atender no mínimo quatro pessoas.
Fora as opções acima listadas, também a carne de panela (R$ 13,00), e aqui vai uma dica: fuja dela, ali não é lugar para comer isto. Fique com os petiscos fritos e assados, e depois vá forrar em outro bar, se for o caso.

Falando sobre o atendimento, este se mantivera em um patamar razoável ao longo das minhas visitas. Mas se você é do tipo que gosta de rápidas reposições de cerveja, é possível que este aspecto não consiga a sua aprovação. Já os banheiros, tanto o masculino quanto o feminino, são individuais, e em dias mais cheios não será improvável a formação de filas à porta. Na hora do pagamento, a comodidade dos cartões de crédito e débito.

No fim das contas, é um bar mais para tomar cerveja gelada e menos para degustar petiscos originais, mais para assistir futebol e menos para ter conforto. Como nem todos estão procurando silêncio e cozinha inventiva, não duvido que mantenha a clientela já conquistada.

 
Notas:
 
Ambiente: 4
Bebida: 4
Comida (peso 2): 2
Público: 4
Serviço: 3
Custo-benefício: 3
 
Média final: 3 estrelas
 

Boi & Birra
Av. Marquês de Valença, 36 - Gutierrez
Tel: 2551-0069
.

5 comentários:

  1. Bem bacana o texto, sincero e bem direto!

    Vou passar longe da carne cozida, e pelo visto tbm das cervejas, tá bem caro chapar nesse boteco aê!

    No mesmo batido desse bar aê tem outros bem mais atraentes!

    Aquele abraço!

    ResponderExcluir
  2. Ótima descrição do local, acredito que tem se firmado muito em função das transmissões de jogos e UFC.
    Abraços meu brother!

    ResponderExcluir
  3. Diogo,

    Obrigado pelos comentários. De fato, o lugar é bom para tomar uma e assistir esportes, não mais do que isso.

    Já os R$ 5,50 cobrados por cada garrafa de Original são, hoje, um preço razoável para Belo Horizonte. Infelizmente já vemos outros bares, alguns inclusive em regiões menos valorizadas, que chegam a pedir, acredite, R$ 7,00 pela mesma cerveja!

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Gê,

    Também penso que souberam atrair os seguidores dos dois esportes. Com isso, vão mantendo um bom público na casa, não é verdade?

    Obrigado pelos comentários, e aquele abraço!

    ResponderExcluir
  5. Estive no Bar em 03/10/2014 atendimento lento...
    Porcões estranhas...
    Atendente do caixa grosseira, muito mal educada.
    Só por este motivo não voltarei ao bar.

    ResponderExcluir