Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

sábado, 6 de dezembro de 2014

Botequim do Demerval - 05/12/2014

Pode parecer apenas mais um bar universitário, mas não... mil vezes não!


Antes de falar mais sobre o bar, já vou me desculpando por ter esquecido de levar a câmera no dia da visita, restando-nos o celular.

Em um bairro onde predominam bares sem alma e pouco aconchegantes, o Botequim do Demerval é um verdadeiro oásis!



É surpreendente, ainda, como saem quitutes tão apetitosos de uma cozinha tão diminuta, e o petisco experimentado nesta sexta foi a porção de bolinhos de arroz, que atende três pessoas e custa quinze pratas.



Com fartura de queijo e cheiro verde, os bolinhos vão à mesa com geléia de pimenta, que por ser deliciosa, pedimos bis!


A ala das bebidas também guarda ótimas surpresas, com cervejas de boa qualidade a preços atraentes! Fui de Heineken geladaça (7,50 a garrafa de 600 ml), mas a Paulistânia de nove barões também merece menção. Além destas, algumas mais elaboradas, como a Erdinger e a Petra.

É claro que sempre haverá alguma turma mais empolgada fazendo batucada nas mesas, afinal a faculdade é logo ali. Porém o pequeno salão tem o seu charme, começando pelas tradicionalíssimas mesas de lata, e merecendo destaque os quadros negros com todas as comidas e bebidas (sim, por ali nada de cardápio).



De qualquer ponto do bar se enxerga a boa lista de rangos, que tem o croquete como outra convidativa opção de entrada (R$ 18,00 com 12 unidades).

Dentre os pratos mais substanciosos, que não conseguiríamos comer depois dos bolinhos de arroz, os cubos de lombo com anéis de cebola ao barbecue (R$ 33,00) e o filé mignon com fritas, acompanhado de molho de gorgonzola (R$ 30,00).

Ao final deste quadro, alguns drinks e até chup-chup (R$ 0,75), que é tradição nos bairros de BH, e de frente a este, outra lousa com meia dúzia dos convidativos shots da casa (R$ 6,00 em média).

O atendimento do Botequim do Demerval é muito atencioso e pessoal, tal como no almoço servido de segunda a sexta, e nem por isso cobram os famigerados 10% (que em alguns lugares metidos a besta já viraram 13%). Por 12 pratas é possível fugir do serve-serve e comer um honesto prato feito, sempre em duas opções, que são informadas previamente na página do bar. Meses atrás conheci o picadinho de carne com farofa da casa.

A única notícia triste desta resenha é que o Demerval está entrando de férias, até 2015, mas não sem antes fazer a despedida do ano, que coincidirá com a data do segundo aniversário da casa. Vai ser no feriado de oito de dezembro, com apresentação de chorinho a partir das 14h, ritmo este que é um dos favoritos dos donos e da clientela.


Notas:

Ambiente: 3
Atendimento: 4
Bebida: 4
Comida (peso 2): 3
Custo-benefício: 5

Média final: 3,5 estrelas


Botequim do Demerval
Rua Padre Demerval Gomes, 380 - Coração Eucarístico - BH - MG
Tel: 31.8861-8881
Pagamento: aceita cartão de crédito e débito

Preço médio por pessoa: R$ 30,00*


*Consumo individual, em rateio ou não, de uma porção para dois, ou duas porções para um, de preço médio, acrescida(s) de duas bebidas e, quando houver, serviço e couvert/entrada. As bebidas podem ser duas cervejas de 600 ml, quatro cervejas de 350 ml, dois drinks, ou duas doses de cachaça, dependendo da especialidade do bar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário