Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

sábado, 16 de novembro de 2013

Nosso Botequim - 27/10/2013

Por mais que no papel a localização seja interessante, os empreendimentos anteriores pouco duraram. A Devassa Lourdes abriu em junho de 2011, mas em julho do ano seguinte o imóvel já abrigava o Empório Serafina. Este durou ainda menos que o antecessor, tendo fechado as portas em maio de 2013. Desde julho do ano presente, é o Nosso Botequim que ali funciona.


Ainda que a carta de drinks, as grandes mesas e os televisores juntos das paredes passem a impressão de um bar exclusivo da galera, o cardápio dá dicas de que todos são bem vindos. Tanto que não nos sentimos deslocados por ser o único casal presente naquele dia, e acredito que o vizinho de mesa também se sentiu confortável estando sozinho. Gostei de ter visto, ainda, duas grandes turmas de cinquentões, o que acaba por comprovar a frequência plural do bar.


Antes de falar da atmosfera, chamo a atenção para a escorregadia rampa de deficientes, muito usada pela clientela por ser mais facilmente avistada do que as escadas. Ao longo da noite, não foram dois ou três escorregões que assistimos, e o alerta é ainda mais necessário ao público feminino.

Assim como os demais bares da Marília de Dirceu, é a varanda do Nosso Botequim o primeiro ambiente a lotar. Da mesa onde ficamos, no interior do bar, tínhamos uma vista interessante do balcão onde trabalha o barman, porém o serviço pecou em não aproveitar melhor os aparelhos de ar condicionado.


Para beber, comecei pelo bem recomendado mojito, que custa R$ 14,90 no copo de 300 ml, e o considerei apenas razoável. Talvez fique melhor na versão de um (R$ 28,90) ou dois litros (R$ 36,90), chamados de “Nosso Mojitão”.


Se preferir a tradicional cerveja de garrafa, há opções de diversas fabricantes, como Austria Pilsen (R$ 8,50), Heineken (R$ 8,20) e Original (R$ 7,90), esta menos gelada que o ideal. Já o chopp, da Krug Bier, sai a R$ 5,60.

Dentre os petiscos, começamos com uma porção “pro cê” de bolinhos de feijoada, com 4 unidades. Achei caros os R$ 15,00 cobrados pelas diminutas unidades, mas trata-se de um quitute bem executado.


Na verdade a sua massa se assemelha à do tutu, e cada um deles vai recheado com um pequenino pedaço de calabresa. Na versão “pra nós”, com 8 bolinhos, custa R$ 27,00, e na “pra galera”, com 16 unidades, vale R$ 42,00.


Pedimos também a maçã de peito assada, na versão de 300 gramas (R$ 22,00), que ao chegar à mesa mais se pareceu com a carne cozida, também listada no cardápio. Não nos importaríamos caso estivesse saborosa, mas infelizmente não conseguimos comê-la em razão do excesso de sal.


Para a nossa sorte, o garçom se disponibilizou a trocá-lo por outro petisco, e optamos então pelo filé da casa (R$ 32,00). Trata-se de bifes de filé à milanesa acompanhados por encorpado – porém ácido – molho de tomates, e cobertos por queijo prato. Atende, no tamanho, muito bem a duas pessoas quando em meia porção (400 gramas).


O atendimento agradou, porém falta que a cozinha entre em melhor sintonia com os garçons. Esta se encerra às 21 horas no domingo, mas o bom movimento justifica um avanço de mais duas horas no horário de funcionamento, assim como fazem, não muito distantes dali, o Tizé e a Choperia Maria de Lourdes.


Notas:

Ambiente: 3
Atendimento: 4
Bebida: 3
Comida (peso 2): 2
Custo-benefício: 2

Média final: 2,5 estrelas


Nosso Botequim
Rua Marília de Dirceu, 192 - Lourdes - Belo Horizonte - MG
Tel: (31) 3234-0262
Pagamento: aceita cartão de crédito e débito
Preço médio por pessoa: R$ 60,00*

*= Consumo individual, em rateio ou não, de uma porção para dois, ou duas porções para um, de preço médio, acrescida(s) de duas bebidas e, quando houver, serviço e couvert/entrada. As bebidas podem ser duas cervejas de 600 ml, quatro cervejas de 350 ml, dois drinks, ou duas doses de cachaça, dependendo da especialidade do bar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário