Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Ponto do Espetinho II - 23/06/2013

O Ponto do Espetinho existe há cerca de 10 anos, e a unidade da Av. Prudente de Morais recebe o número II ao final, para diferenciá-la da matriz, que fica dentro do bairro Santo Antônio, e da unidade III, situada na Avenida Brasil. O bar já teve outras duas filiais, que por algum motivo seriam rebatizadas como Ponto da Picanha, o que aconteceu há uns cinco anos atrás. Apesar do nome e da óbvia presença dos espetinhos, quem frequenta o Ponto do Espetinho sabe que o carro chefe é o churrasco no quilo.



Diferentemente do Amarelinho da Prudente, boteco este que desconfio ter servido de inspiração ao Ponto do Espetinho, por ali não é o brochete o campeão de vendas, que por sinal nem consta no cardápio, mas sim a alcatra com cheddar (R$ 39,90 com 400 gramas de carne). Não sou muito favorável a este tipo de combinação, mas cedi a partir de recomendação do garçom e apelo dos companheiros de mesa. Sorte que os amigos não optaram pelo cheddar sobre a picanha (R$ 44,50 com 400 gramas de carne), pois aí sim, estaríamos diante de verdadeiro crime.


Falando do sabor, confesso que não decepcionou. O farto cheddar derretido sobre a macia alcatra acompanhou bem a Budweiser gelada (R$ 7,50 cada garrafa), e a mandioca na mateiga de garrafa, que escolta todas as carnes no peso e pode ser substituída por fritas, é digna de palmas. Não sei se voltaria a pedir esta cobertura de cheddar, mas deixo a dica aos apreciadores da iguaria.



Além das carnes na brasa, outras duas marcas do Ponto do Espetinho são as mesas no passeio e as LCD’s transmitindo jogos de futebol. O atendimento, por sua vez, derrapou feio ao errar a conta duas vezes.



Além das convencionais cervejas da AMBEV, há algumas importadas, a exemplo das uruguais Norteña e Patrícia (R$ 14,90 o litrão). O preço dos espetinhos, pra não dizerem que me esqueci deles, varia entre R$ 4,50 (salsichão) e R$ 12,50 (picanha).




Notas:

Ambiente: 3
Atendimento: 1
Bebida: 4
Comida (peso 2): 3
Custo-benefício: 2

Média final: 2,5 estrelas


Ponto do Espetinho
Av. Prudente de Morais, 393 – Santo Antônio – Belo Horizonte – MG
Tel: (31)3296-3699
Pagamento: cartão de crédito ou débito
Preço médio por pessoa: R$ 60,00*


*Consumo individual, em rateio ou não, de uma porção para dois, ou duas porções para um, de preço médio, acrescida(s) de duas bebidas, serviço e couvert/entrada, quando houver. As bebidas podem ser duas cervejas de 600 ml, ou quatro cervejas de 350 ml, ou dois drinks, ou duas doses de cachaça, dependendo da especialidade do bar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário