Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Chico do Peixe - Unidade Silva Lobo - 02/09/2012

Foi depois de um dia no Inhotim, este patrimônio ímpar da Grande BH, que chegamos ao Chico do Peixe. A fome era negra, o que se deve a termos ficado apenas em um lanchinho rápido no museu a céu aberto. Assim, fomos diretamente à seção de refeições no cardápio, deixando para uma outra oportunidade o cascudo frito, que tem preço camarada e é o carro chefe da casa (aproximadamente R$ 15,00), bem como os bolinhos de bacalhau.

Nas páginas que listam as refeições, não apenas pratos compostos por peixes, a exemplo da traíra frita, que vai à mesa acompanhada por arroz, batatas fritas e salada, como também algumas carnes, destacando-se a picanha, que é acompanhada de arroz, tropeiro e fritas. Todavia fomos de moqueca de surubim, prato acompanhado por arroz, pirão e salada (R$ 41,00). Todos destinam-se a duas pessoas, no caso da moqueca com muita fartura, tanto do item principal quanto das guarnições. Caso se deseje o acréscimo de camarões, o cliente dispensará R$ 57,00 pela moqueca.

Falando do seu sabor, definitivamente não é a melhor moqueca da cidade, o que se deve sobretudo à excessiva fragmentação das postas. Entretanto o tempero é honesto, há que se dizer, tornando-se ainda melhor quando acompanhado da razoável pimenta malagueta oferecida pela casa, a qual deve ser solicitada ao garçom.

Pela cerveja Antarctica paguei R$ 4,50 em cada uma das garrafas, geladíssimas, e além de comer e beber pudemos assistir um pouco de qualquer dos jogos do brasileirão que estava sendo transmitido no dia, o qual entretia inclusive os garçons.

Por mais perto de casa que esteja, era a nossa primeira visita ao Chico do Peixe da Av. Silva Lobo, mesmo eu já conhecendo todas as demais unidades. Além desta, há a matriz, no São Cristóvão, e outras filiais, no Bairro João Pinheiro, no Santa Inês e no Floramar. Todas elas adotando o mesmo padrão: comida farta, cerveja gelada, atendimento destreinado porém esforçado, preços bons e ambiente pouco convidativo.

Dito isso, entendo que comparecemos a este bar em uma ótima oportunidade: cansados e com fome. Bebi a minha cerveja, comemos bem e fomos embora saciados.


Notas Pedrão:

Ambiente: 2
Bebida: 4
Comida (peso 2): 3
Público: 3
Serviço: 3
Custo-benefício: 4

Notas Vivian:

Ambiente: 3
Bebida: 4
Comida (peso 2): 5
Público: 3
Serviço: 4
Custo-benefício: 4

Média final: 3,5 estrelas


Chico do Peixe - Unidade Silva Lobo
Av. Silva Lobo, 963 - Alto Barroca
Tel: 3334-3886
.

2 comentários:

  1. neusa cristina almeida5 de outubro de 2012 12:17

    Frequento o do Floramar e realmente as cervejas estão sempre bem geladas . O atendimento é mediano .E o que mais me chamou a atenção foram os legumes e frutas serem armazenados com muito bom gosto à vista do cliente.Divino! Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Neusa!

      Muito interesante esta informação sobre o armazenamento das frutas, na próxima vez quero observar este aspecto. Obrigado por enriquecer o nosso blog, e aquele abraço!!

      Excluir