Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

sábado, 1 de fevereiro de 2014

O contra-ataque aos preços surreais

Por mais que estivéssemos de férias em janeiro, conseguimos observar algumas das movimentações referentes ao assunto bares e restaurantes, e foi com alegria que soubemos da criação da página  Rio $urreal - NÃO PAGUE, hoje seguida por aproximadamente 150 mil pessoas. Esta serviu de inspiração para que outras pessoas criassem páginas semelhantes em várias cidades do país, como é o caso de Belo Horizonte, que conta com a BH $urreal - NÃO PAGUE.


Tendo como objetivo a denúncia de produtos e serviços cujo preço fuja do razoável, as páginas selecionam e publicam situações encaminhadas pelos seguidores, se atendo àquelas que possam ser evidenciadas (através de foto ou por outra forma). Como este blog e o Grupo Comida di Buteco BHZ compartilham há quase 10 anos os abusos encontrados em bares da capital mineira, ficamos satisfeitos ao notar que são muitos os butequeiros dispostos a botarem a boca no trombone!

Como os resultados não dependem apenas das reclamações, tiveram início, também à reboque da página carioca, as movimentações batizadas como "isoporzaços" ou "isoporzinhos". Organizados através das redes sociais, o primeiro deles acontecerá às 14h do dia 22/02/14, na praça Duque de Caxias, em Santa Tereza.


Obviamente que consumir cervejas de seu próprio recipiente térmico não é uma prática nova. O mais interessante a ser observado, neste caso, é a aceitação e o incentivo de um hábito discriminado até bem pouco tempo. Como se sabe, aquele que carrega sua cerveja e sua comida para parques, praças ou praias é conhecido, no Brasil, como farofeiro. Que esta onda se torne uma regra por aqui, pois além da "farofa" ser uma interessante forma de convívio entre amigos, ela ajuda a regular o mercado e os seus preços.
.

4 comentários:

  1. Tomara que isso ajude a diminuir os preços das bebidas, principalmente Pedrão, pois o abuso tá d+. Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o que todos nós esperamos, meu amigo. Que os fabricantes e revendedores de bebida tenham o seu lucro, mas com limites!

      Abração!

      Excluir
  2. Obahhhhhhhhhhhh!!!!!!!!!!!! Butecage ta de volta!

    ResponderExcluir