Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

terça-feira, 1 de abril de 2014

Bar do Salomão - 14/03/2014

O Bar do Salomão é assumidamente atleticano e, de fato, lá não se vê cor além do preto e do branco, sobretudo nos dias de jogo. Ainda que alvinegro de coração, presumo que todo e qualquer cliente seja bem vindo ali, até porque o boteco funciona em outros dias e horários além de quando o Galo entra em campo.

 


Cravado na esquina de Rua do Ouro com Amapá há 60 anos, o botequim costuma oferecer pratos feitos durante a semana, que ainda não experimentei. Além do almoço, há apresentações musicais, como as de chorinho que acontecem às quintas-feiras, e o samba de sábado à tarde.

 


Na minha última visita, justamente em um sábado, pudemos apreciar o samba de Lucas Fainblat e sua banda. Melhor ainda é ficar na roda que se forma em torno dos músicos, deixando a mesa como ponto de apoio para a garrafa de Antarctica (R$ 6,50), cujos casos ficam esbranquiçados de tão gelados.

 


Para beliscar, a primeira pedida foi uma porção de bolinhos de mandioca com carne seca (R$ 18,00), que bem poderiam ser mais avolumados.

 



Mais tarde, na saideira do samba e com grande parte de mesas e cadeiras já recolhidas, comemos também meia porção de língua ao molho (R$ 16,00). Bem temperado e desmanchando-se na boca, o petisco vai à mesa submerso em um espesso molho, que torna o pãozinho indispensável à sua completa degustação. Uma enorme pena que eu tenha tido problemas com a foto desta porção, que será incluída tão logo eu volte ao Salomão.

Para quem gosta de botecos em sua essência, trata-se de visita obrigatória, afinal poucos são os que ultrapassam meio século de vida mantendo boa qualidade, e ainda grande parte de suas característica originais.



Notas: 

Ambiente: 3
Atendimento: 3
Bebida: 4 
Comida (peso 2): 3
Custo-benefício: 3


Média final: 3 estrelas


Bar do Salomão
Rua do Ouro, 895 – Serra – Belo Horizonte – MG
Tel: (31) 3221-5677
Pagamento: aceita cartão de crédito e débito
Preço médio por pessoa: R$ 40,00*

*Consumo individual, em rateio ou não, de uma porção para dois, ou duas porções para um, de preço médio, acrescida(s) de duas bebidas e, quando houver, serviço e couvert/entrada. As bebidas podem ser duas cervejas de 600 ml, quatro cervejas de 350 ml, dois drinks, ou duas doses de cachaça, dependendo da especialidade do bar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário