Espaço destinado aos relatos críticos de andanças pelos botecos belo-horizontinos, assim como aos pitacos sobre outros lugares quaisquer.
Traduzir para ChinêsGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Buffet Bhagwan - 11/09/2011



Há tempos o Buffet Bhagwan deixou de ser um mero desconhecido, até pela difusão que recebeu da crítica gastronômica belo-horizontina. Ainda assim o restaurante não perdeu o ar de inusitado, seja por se situar em um bairro fora do eixo gastronômico, por funcionar em uma casa que poucas alterações sofreu para acolher a sua nova vocação, por não estampar uma mínima placa em sua fachada ou por se caracterizar como um verdadeiro negócio familiar, estes cada dia mais escassos em nossa capital.

As referências ao país de origem do Chef e proprietário Bhagwan Sinh se reservam aos ambientes internos, destacando-se decoração e música características, aspectos que contribuem para nos transportarmos àquela atmosfera. Todavia, uma simples ida ao banheiro traz o cliente de volta à Belo Horizonte de outrora.

Dando partida à experiência gastronômica, pedimos as deliciosas Samosas mistas (R$ 11,00), que são pastéis típicos com recheio de legumes e de frango (meio a meio), acompanhados por três variedades de chutney (mamão, tamarindo e coentro com hortelã). Também experimentamos o pão indiano Naan (R$ 4,50), cuja forma de preparo lhe confere sabor e textura indescritíveis. Dentre as duas opções de Naan (gergelim ou alho) escolhemos a primeira opção.

Partindo para os pratos principais, ficamos com o Tandoor Mix Grill, que nada mais é do que um combinado de quatro tipos de carne assados no Forno Tandoor, equipamento este que além de assar também defuma o que nele for preparado. A seleção de carnes contém cordeiro, frango, peixe e camarão, todas marinadas no iogurte natural antes de serem levadas ao forno.

Para beber, além de várias Bavárias Premium (R$ 3,00) e Kaiser Gold (R$ 3,50), ambas na versão long neck, também o Lassi (R$ 5,00), que é uma bebida típica a base de iogurte com uma fruta a escolher, como o abacaxi. E também o vermelhíssimo refresco de rosas, a R$ 3,50 cada copo.

A experiência, para ser completa, não poderia se encerrar antes da sobremesa. E foi com chave de ouro que fechamos, pois o Gulab Jamum (R$ 7,00), que são bolinhas de leite com essência de rosas acompanhadas por sorvete de creme, é ótimo.

Ao final uma satisfação explicada não apenas pela qualidade da cozinha, como também pela boa relação de custo-benefício praticada pelo restaurante. E também a sensação de que se deve comparecer com alguma freqüência a este indiano, no meu caso não apenas para experimentar as outras dezenas de pratos, mas também pelo orgulho de ver um dos mais autênticos restaurantes da cidade cravado dentro de um bairro que faz parte da minha história.


Serviço:
Buffet Bhagwan
Rua Conselheiro Lafaiete, 771 - Sagrada Família
Tel: 3653-3000
.

2 comentários:

  1. Mais uma admirável resenha meu amigo, o blog cada vez melhor, e o Buffet Bhagwan passou a figurar na minha lista, em breve irei conferir. Abração! Gê

    ResponderExcluir
  2. Grande Gê,

    Muito obrigado pelos comentários!

    Depois que for ao Bhagwan nos conte como da experiência.

    Um abraço!

    ResponderExcluir